O Que E A Importancia Da Reserva De Forex




O Que É A Importância Da Reserva De ForexUma licao importante da crise financeira de 2008-2009 foi que as economias de mercado emergentes com altos niveis de reservas internacionais foram mais capazes de suportar os efeitos de onda da crise global. Na America Latina, os casos do Brasil e do Mexico fornecem uma ilustracao clara. Quando o Lehman Brothers subiu em setembro de 2008, o Brasil tinha reservas cambiais (FX) de 205,5 bilhoes equivalentes a 12,9% do PIB, enquanto o Mexico tinha 83,6 bilhoes, ou 7% do PIB. Enquanto os niveis de reserva de FX cobriam facilmente um ano de vencimentos de divida de curto prazo, os Mexicos estavam abaixo do outro limiar de precaucao de seis meses de cobertura de importacao. O nivel mais alto do Brasil permitiu que seu banco central (BCB) respondesse mais eficazmente. Interveio no mercado de cambio para ajudar a estabilizar o real brasileiro. Fornecem linhas de swap cambial para empresas brasileiras que enfrentaram dificuldades de rolar sobre vencimentos denominados em dolares norte-americanos e ajudar os exportadores atingidos pela seca global das linhas de financiamento comercial. Em contraste, o banco central mexicanos (Banxico) nao teve a flexibilidade de suportar o peso mexicano e atender o aumento da demanda do dolar norte-americano das corporacoes mexicanas. No geral, a forte posicao das reservas cambiais foi um fator chave que permitiu ao Brasil adotar medidas anticiclicas mais agressivas e emergir de uma recessao de curta duracao no segundo trimestre de 2009. O Mexico teve que suportar uma recessao mais profunda que durou varios trimestres. A explicacao para as historias divergentes do Brasil e do Mexico esta em suas diferentes estruturas de balanco de pagamentos. Na area de conta corrente, 55% das exportacoes brasileiras sao compostas por commodities, que cresceram nos anos anteriores ao colapso do Lehman e ajudaram a sustentar um superavit em conta corrente. Na frente da conta de capital, as altas taxas de juros do Brasil e a economia em expansao atrairam fortes investimentos de carteira e investimento direto estrangeiro (IED). Tudo isso permitiu ao BCB mais do que triplicar suas reservas de FX entre 2004 e 2008 em meio a fortes compras de dolares norte-americanos para evitar uma apreciacao real excessiva do Brasil. As commodities representam menos de 20% das exportacoes mexicanas. Nos anos que precederam Lehman, o Mexico, apos a entrada da China na Organizacao Mundial do Comercio, enfrentou uma concorrencia mais rigida da China na venda de produtos manufaturados aos Estados Unidos. Como resultado, a conta corrente das nacoes permaneceu sempre em deficit e suas reservas cambiais aumentaram apenas 40% entre 2004 e 2008. O resto da America Latina caiu entre o Brasil eo Mexico. No entanto, a regiao registrou um superavit em conta corrente de 20042007 e reservas de FX mais que dobrou para cerca de 437 bilhoes quando Lehman bateu. Desde o final de 2008, os bancos centrais latino-americanos tem acumulado reservas de FX superiores a 225 bilhoes, dos quais mais de 100 bilhoes correspondem a 2011. Isso deixa a regiao numa posicao muito solida para suportar os choques externos que podem vir do soberano Divida e crises bancarias na Europa, desaceleracao nos EUA e China, precos mais baixos das commodities e moderacao dos fluxos de capital. Curiosamente, os casos do Brasil e do Mexico ja nao estao entre os extremos. As reservas de FX no Brasil permanecem as mais altas da regiao em 352,9 bilhoes, ou 14,9% do PIB. Mas o Mexico conseguiu construir uma posicao de reservas mais forte de 144 bilhoes desde a crise. Tendo em conta os 72 bilhoes adicionais disponiveis na Linha de Credito Flexivel concedida pelo Fundo Monetario Internacional ao Mexico, para todos os efeitos praticos, sua posicao de reserva e agora equivalente a 18% do PIB mais do que o dobro visto em setembro de 2008. Dito isto, O ritmo de acumulacao de reservas cambiais na America Latina moderara substancialmente em 2012, seguindo a tendencia atual de deterioracao dos saldos em conta corrente, vide tabela. O defice agregado das contas correntes da regiao devera aumentar de 38 bilhoes em 2011 para 90 bilhoes em 2012 em meio a precos mais baixos das commodities, enquanto a resiliencia relativa do consumo interno e do investimento deve evitar um declinio comparavel das importacoes. Como resultado, as reservas de FX das regioes devem aumentar em apenas 20 bilhoes este ano, com Argentina, Equador e Venezuela vendo perdas de reserva como eles lidam com objetivos de politica conflitantes. Em termos de financiamento, as entradas de IDE ainda estao projetadas para cobrir totalmente as lacunas de conta corrente no Chile, Mexico e Peru. Crescimento visivelmente mais lento vai reduzir a lacuna na Argentina, que de outra forma tera de ser coberto por perdas de reserva FX ou por uma mudanca de politica que prioriza o acesso aos mercados de capitais, em vez de pagar a divida em uma base liquida. Por sua vez, os fluxos de carteira e divida devem fornecer o financiamento para o Brasil ea Colombia. Estas dinamicas de balanco de pagamentos sugerem que as moedas latinas nao enfrentarao as mesmas pressoes sobre a apreciacao observadas nos ultimos dois anos. Em geral, porem, enquanto as maiores reservas de FX nao isolarao a America Latina da economia global este ano, pelo menos darao espaco para manobras de politicas publicas e ajudarao a conter a pressao sobre as contas externas e as moedas. Quais sao as reservas de divisas? No ultimo verao, quando os mercados globais lancaram sua agora infame afronta em resposta ao plano de reserva Federal dos EUA para acabar com seu programa de compra de ativos , A questao da adequacao das reservas cambiais voltou a vanguarda. Uma queda acentuada nas moedas dos mercados emergentes na epoca estava aumentando as ja complexas questoes economicas domesticas enfrentadas por cada uma dessas economias, e os bancos centrais foram forcados a intervir e suavizar os mercados. Muitos, inclusive o Banco de Reserva da India (RBI), fizeram isso por meio do fornecimento de dolares de suas reservas para o mercado em ocasioes. No caso de Indiarsquos, o RBI tambem vendeu dolares diretamente aos importadores de petroleo, o que teria levado a uma retirada de reservas cambiais se o banco central nao tivesse tomado medidas para atrair mais moeda estrangeira. Nos ultimos 12 meses, porem, as reservas cambiais na maioria das economias emergentes asiaticas aumentaram a medida que os fortes influxos estrangeiros retornaram a essas economias e os bancos centrais absorveram seus influxos para evitar uma apreciacao excessiva em suas moedas. A India tem sido um dos mais bem sucedidos a este respeito, com as reservas cambiais aumentando para 320,56 bilhoes em 1 de agosto de 2014, de acordo com o RBI mais recente data release, em comparacao com 274,80 bilhoes na primeira semana de setembro do ano passado. Reservas na India estao agora perto de um recorde. A Indonesia viu as reservas subir de pouco menos de 93 bilhoes no final de agosto do ano passado para cerca de 108 bilhoes agora. As reservas na Tailandia, que tinham caido marginalmente para cerca de 166 bilhoes no inicio de janeiro deste ano, recuperaram para niveis de 170 bilhoes. Alguns veem esse acumulo nas reservas, embora nao dramatico, como um amortecedor para as economias emergentes. Em janeiro, os analistas da Goldman Sachs escreveram em um relatorio que reservas mais fortes permitirao que os bancos centrais dos mercados emergentes descartem suas moedas contra quedas acentuadas, fornecendo dolares para o mercado em periodos de volatilidade. Os paises com baixa cobertura de reserva sao relativamente mais vulneraveis, observou o relatorio. Assim, quanto conforto as reservas cambiais proporcionam em tempos de extrema volatilidade do mercado E o que e um nivel adequado de reservas? Essas duas questoes permanecem abertas, onde os bancos centrais e os mercados parecem apresentar visoes diferentes. No inicio desta semana, em uma interacao com publicacoes empresariais, o governador RBI Raghuram Rajan disse que as reservas nao podem comprar uma imunidade pais de volatilidade nos mercados globais de moeda e na melhor das hipoteses evitara impactos segundo rodada dessa volatilidade. LdquoReserves sao uteis para ter, mas eles vem em um costhellip e estamos financiando outro pais. Deveriamos estar financiando outro pais quando temos necessidades de financiamento significativas, disse Rajan. Acrescentou que a acumulacao de reservas ocorre como um subproduto ocasional e que o banco central nao tem um nivel alvo para isso, quer em termos absolutos quer em termos do numero de meses de importacoes que as reservas podem cobrir. O Fundo Monetario Internacional (FMI), que historicamente julgou a adequacao das reservas em relacao a divida de curto prazo de um pais e suas exigencias mensais de importacao, tambem brincou com uma nova abordagem. Em abril de 2011, um estudo do FMI propos uma metrica ponderada pelo risco para avaliar as vulnerabilidades especificas de cada pais e estimar a quantidade de reservas que podem ser necessarias. Naquela epoca, o documento concluiu que a maioria das economias de mercado emergentes tem reservas adequadas, enquanto um numero tem reservas muito maiores do que o necessario. O documento tambem destacou que a medida que as reservas aumentam, os beneficios de manter reservas adicionais diminuem e os custos aumentam. Itrsquo neste contexto que os mercados devem enquadrar o debate sobre a adequacao das reservas. Na India, as reservas subiram para perto de recordes, analistas e economistas observaram que reservas mais altas estao proporcionando conforto aos mercados de cambio. Muitos acrescentaram que o RBI deve continuar a construir reservas ate chegar aos niveis pre-crise em termos de cobertura de importacao. No pico de 2008, as reservas foram suficientes para cobrir 15 meses de importacoes. Se o RBI vai por esse pau de jardim, as reservas teriam de bater 600 bilhoes, com base em uma media mensal de importacao bill de 40 bilhoes. No entanto, se Rajanrsquos observacoes sao qualquer indicacao, parece improvavel que o RBI ira acumular reservas ate esse ponto. Naturalmente, o que poderia ajudar e uma certa clareza do banco central sobre o seu pensamento sobre a questao, o que ajudaria os mercados a ter uma visao mais informada sobre a adequacao das reservas e avaliar os custos e beneficios da acumulacao no meio A longo prazo. A curto prazo, e claro, mais reservas dao ao banco central municoes para defender qualquer ingreme sale-off na moeda, como a que vimos esta vez no ano passado. Dado o tempo volatil em que vivemos, que certamente doesnrsquot ferir. Ira Dugal e assistente de editor. Mint. Why Reservas de cambio sao importantes Vinish Parikh 9 de fevereiro de 2010 Reserva de cambio pode ser definida como depositos de uma moeda estrangeira detidos pelo banco central de um pais. Aqui estao algumas das razoes pelas quais e importante para um pais ter uma boa quantidade de reservas cambiais 1. Ele aumenta a confianca nas politicas monetaria e cambial do governo. 2. Aumenta a capacidade do banco central do pais para intervir no mercado de cambio e controlar qualquer movimento adverso e estabilizar as taxas de cambio para proporcionar um ambiente economico mais favoravel para o progresso do pais. 3. Durante o periodo de qualquer crise, as reservas cambiais vem ao resgate de qualquer pais para absorver o sofrimento relacionado a tal crise. 4. Alem disso, acrescenta ao conforto dos participantes no mercado que a moeda nacional e apoiada por ativos externos e, portanto, tambem ajuda os mercados de acoes do pais, porque devido a reservas fortes muitas pessoas de paises estrangeiros estao dispostos a investir no pais com forte Reservas cambiais. No entanto, segurando demasiadas reservas cambiais tambem nao e aconselhavel porque envolve o custo de oportunidade de dinheiro amarrado em reservas ao inves de investir em outro lugar que poderia ter ganhar maior retorno sobre o montante investido.